Início > Saúde > Autismo é tema de palestra no Teatro Municipal de São Gonçalo

Autismo é tema de palestra no Teatro Municipal de São Gonçalo

Publicado em:  14/10/2021

Co-autora de lei que protege pacientes com autismo reforça luta por direitos

A Secretaria de Saúde e Defesa Civil de São Gonçalo, através da Clínica Municipal da Criança Célio Carvalho Martins, realizou, nesta quinta-feira (14), no Teatro Municipal, uma palestra com Berenice Piana, co-autora da Lei 12.764, que instituiu a Política Nacional de Proteção dos Direitos da Pessoa com Transtornos do Espectro Autista, sancionada em 28 de dezembro de 2012. No evento, organizado pela diretora da Clínica da Criança, Tathiana Delgado, diretores da unidade e os pais de pacientes com autismo puderam conhecer mais a trajetória e luta de Berenice. 

Berenice Piana é mãe de um menino autista de 27 anos, que desde que recebeu o diagnóstico de seu filho luta pela inclusão do Transtorno do Espectro Autista (TEA) como uma deficiência e busca a ampliação para que as pessoas com autismo tenham todos os direitos estabelecidos para as pessoas com deficiência no país.  

“O meu filho foi dormir um dia e, quando acordou, ele nunca mais foi o mesmo, nunca mais falou, nunca mais sorriu e nem chorou. Então, o primeiro passo foi tratar do meu filho até que ele estivesse melhor e eu conseguisse lutar pelos outros, e foi o que eu fiz. Hoje, olhar pro sorriso do meu filho é o universo, é a certeza de que algo pode ser feito”, disse Berenice Piana.

Diagnósticado aos seis anos, Dayan teve sua situação agravada pela falta de informação sobre o autismo na década de 90. De acordo com o médico responsável técnico e neuropediatra da Clínica da Criança, Dr. Luís Antônio Beraldine, existe um antes e depois do início da luta de Berenice Piana. 

“É uma luta que nós começamos há 30 anos e até hoje estamos galgando espaço, e entendendo a importância desse atendimento, não só com autista, mas com todas as crianças que necessitam de acompanhamento. É um trabalho árduo, difícil, mas que nos traz muita satisfação. Temos muito que agradecer a Berenice por tudo que fez até hoje, que não foi só pelo autismo, mas por todas as crianças com necessidades especiais. Com certeza nós temos um antes e um depois da senhora Berenice”, afirmou o diretor médico da Clínica da Criança, Dr. Luís A Beraldini.

Atualmente, São Gonçalo conta com o Centro de Referência Municipal em Autismo Professora Maria José da Silva Rodrigues, no Gradim, que realiza uma série de atendimentos gratuitos, que beneficiam crianças, jovens e adultos, com faixa etária entre 4 e 40 anos. 

A unidade conta com uma equipe de mais de 30 profissionais, que inclui terapeutas, psicologas, fisioterapeutas, fonoaudiologista, terapeuta ocupacional, musicoterapeuta, educador físico, arte e educação. Além disso, outros pacientes autistas são atendidos clinicamente, com auxílio de psiquiatria, dentista, nutricionista e assistência social. 

Compartilhe:

Autor: Ascom
Foto: Rafa Corrêa
Fonte: Ascom

Notícias relacionadas

Skip to content