São Gonçalo, 20

de Setembro de 2019

Acessibilidade

Acesso Rápido





Início do Site Notícias

Notícias

NEP realiza capacitação para funcionários da Atenção Básica


 Clique na imagem para ver a foto ampliada.
Por ano, a Secretaria Municipal de Saúde notifica em média 400 casos de tuberculose na cidade. Com o objetivo de reforçar a realização de busca dos sintomas respiratórios e atualização da avaliação diagnóstica da tuberculose com os pacientes, o Núcleo de Educação Permanente realizou uma capacitação com enfermeiros e médicos da Atenção Básica.

No município de São Gonçalo em 2017, foram notificados quase 600 casos de tuberculose, dentre estes 478 foram de casos novos. O percentual de cura dos casos novos foi de 71,9%, mas com 19,2% de abandono e 1,7% de óbito.

"A transmissão da tuberculose acontece através da tosse, espirro ou fala de uma pessoa com tuberculose pulmonar. As gotículas eliminadas contêm o bacilo e podem infectar as pessoas que têm contato íntimo e prolongado. A ocorrência ou não da infecção dependerá também do estado imunológico de cada um", explica a coordenadora do programa municipal de tuberculose, Ana Paula Barbosa.

Atualmente, a cidade conta com dois polos especializados no tratamento da doença: Polo Sanitário Washington Luiz e Polo Sanitário Hélio Cruz. Porém todos os postos de saúde da cidade estão aptos para o atendimento aos pacientes com suspeita da doença que realizam busca ativa.

De acordo com a subsecretária de Atenção Básica, Maria Auxiliadora Rodrigues, o combate à tuberculose, por meio da expansão das atividades nos serviços de saúde, enfatiza a integração à Atenção Básica utilizando a Estratégia de Saúde da Família (ESF) como forma de ampliar o acesso ao diagnóstico e ao tratamento da doença. “O ideal é que os próprios agentes comunitários atuem no controle da tuberculose, identificando na comunidade, através de visitas domiciliares, pessoas com tosse por mais de três semanas para encaminhá-los aos serviços de saúde”, explica a subsecretária.


A doença

Em 2015, foram notificados 628 casos de tuberculose em São Gonçalo. Destes, 493 são casos novos, sendo 88% da forma pulmonar. Em 2016 houve queda, quando foram notificados 560 casos da doença.

Ao contrário do que muitos pensam, a tuberculose tem cura. Mas para que haja um controle efetivo da doença é indispensável que se detecte a tuberculose ativa e se institua o tratamento correto. O tratamento da tuberculose é prolongado, durando no mínimo seis meses, e na maioria dos casos não é necessária a hospitalização.

O uso inadequado dos medicamentos, como o uso irregular, doses inadequadas e o abandono ao tratamento são causas importantes do retorno da tuberculose e podem levar ao surgimento de resistência da doença aos medicamentos existentes e a complicações que podem levar à morte. A investigação da tuberculose e o seu tratamento são realizados de forma gratuita, nas unidades de saúde do município.

São Gonçalo, 10/05/2019

Fonte: Ascom

Autor: Marcelle Corrêa

Número de acesso(s) : 370

Seta Mais Notícias
Clique para Imprimir Imprimir Enviar a um amigo Enviar Notícia Voltar Topo

Notícias Relacionadas

Centro Municipal de Castração abre inscrições para pré-agendamento;

Secretaria de Saúde, Defesa Civil e Funasg inauguram nova sede nesta quinta-feira (19);

Espaço Rosa fecha parceria com a Feira de Artesanato Maria José no mês de outubro;

Secretaria de Saúde, Defesa Civil e Funasg inauguram nova sede nesta quinta-feira (19);

Exposição Unidas pela Vida abrirá os preparativos do Outubro Rosa em São Gonçalo ;

Fisioterapia do NASF atende mais de 70 mil pessoas em três meses ;

Portal da Transparência Inscrição Seminário Nacional do Ines Contatos - Iluminação Pública
Nota Fiscal Eletrônica Ouvidoria Geral - (21)2199-6330 Defesa Civil - 199 Plano Minicipal de Saneamento Básico
Samu

Cidade

Cidadão

Servidor

Governo

Empresa

brasao
Base rodapé
Copyright® 2017 Portal do Município de São Gonçalo
© 2017 Prefeitura de São Gonçalo - Todos os direitos reservados.
| Conteúdo protegido pela Lei 9.610 de 19.02.1998. |
Rua Feliciano Sodré, 100 – Centro – SG. Cep: 24.440-440 Tel: 2199-6300
Horário de atendimento das 9h às 16h30min