Acadêmicos do Universo campeã do carnaval gonçalense

Em um clima tenso e com princípio de tumulto, a apuração do carnaval de São Gonçalo reuniu torcedores e representantes das 11 escolas de samba do município - sendo seis do Grupo A e cinco do Grupo B - no Clube Mauá, no bairro Estrela do Norte, na tarde desta quinta-feira, dia 19 de fevereiro. Com duas horas de atraso, os envelopes com as notas - que após o término do desfile ficaram sob responsabilidade da Guarda Municipal-- começaram a ser abertos às 17h. Os ganhadores do estandarte de ouro foram anunciados e logo depois teve início a leitura das notas. Com 190,3 pontos, a Acadêmicos do Porto Novo - que ganhou dois estandartes, incluindo o de melhor escola de samba do Grupo B - foi a campeã do Grupo B, seguida pela Escola Arco-Íris do Boaçu, com 184,4 pontos. Com o enredo "Em nome da paz e da sorte, amor e magia", a escola do Porto Novo se inspirou em Abraham Lincoln, que sonhou com a própria morte. O presidente da agremiação, o médico aposentado Carlos Alberto Almeida, 70 anos, permaneceu os últimos 45 dias que antecederam o carnaval dormindo no barracão da escola que preside. Dormindo no máximo quatro horas por dia, ele acordava às 8h e só parava de trabalhar às 5h. Com 19 horas ininterruptas de trabalho, Carlos Alberto é, além de presidente, carnavalesco e autor do enredo da escola. "Queríamos enfatizar a importância do sonho. Hoje as pessoas estão voltadas a correr atrás da sorte e elas devem levar os sonhos a sério", enfatizou Carlão, que há 40 anos participa do carnaval de São Gonçalo. A Acadêmicos do Porto Novo levou 370 componentes para a avenida e três carros alegóricos: sendo um pede passagem, um abre alas e um principal. Já a campeã do Grupo A foi a Acadêmicos do Universo, com 192,2 pontos. Com uma escultura de três metros de altura de Padre Cícero - que chegou a quatro na avenida -, representando as festas nordestinas, a escola de samba do Gradim falou sobre as tradicionais comemorações brasileiras. Com o enredo "A Universo faz a festa na avenida", a agremiação levou inclusive para o desfile o churrasquinho na laje. O carro abre-alas simulava um barraco, onde era realizado um churrasco na parte alta. Em frente, uma festa de casamento. Encerrando o desfile, um carro trará Iemanjá, simbolizando o revéillon, que é a primeira festa do ano. "Foram três meses direto de mão na massa, e desde julho do ano passado estávamos envolvidos com os preparativos para o carnaval deste ano", revelou o diretor financeiro da escola, Adriano Farias, 40, que é policial e há oito anos participa da folia gonçalense. A Acadêmicos do Universo - que ganhou dois estandartes de ouro, com a melhor bateria e melhor enredo - levou 400 componentes para a avenida, três carros alegóricos e um quadripé. Em segundo lugar, com 192,1 pontos, ficou a Escola de Samba Caprichosos de São Gonçalo - que foi a vencedora do estandarte de ouro de melhor escola do Grupo A. Agentes da Guarda Municipal foram chamados para garantir a segurança dos presentes no evento e apesar de um princípio de confusão, nenhum incidente foi registrado. As escolas que haviam perdido ponto por atraso acabaram não sofrendo as penalidades. A decisão foi tomada por conta da chuva que caiu durante o desfile.
São Gonçalo, 19/02/2015
Fonte: Ascom
Autor: Roberta Trindade
Foto: Sandro Nascimento